Área do Cliente

Usuário Senha
Notícia

 

Simples mais simples

Jornal traz reportagem sobre novas mudanças no Simples, com o empresário da área contábil, e presidente da FEDERACON, Sergio Rossetto.

A Lei estendeu benefícios para 140 novas categorias. Regras começam a valer a partir de 1° de janeiro de 2015 e devem alcançar mais de 450 mil empreendimentos.

Uma das maiores dificuldades que os empreendedores sofrem todos os dias é o cálculo do pagamento de impostos. A carga e a complexidade tributária podem ser decisivas para determinar se um negócio pode ser ou não viável. Em muitos países do mundo, e por muito tempo no Brasil, pequenas e grandes empresas tinham as mesmas regras e obrigações para pagar seus impostos. Por isso, o governo federal criou o Simples Nacional em 2007 e incluiu neste mês de agosto todas as MPEs ao regime de tributação diferenciado e simplificado. Com isso, médicos, corretores e diversos outros profissionais, principalmente do setor de serviços, podem aderir e passar a pagar menos tributos, com menos burocracia.

A principal vantagem do regime, que passa a valer para outras 140 atividades a partir de janeiro de 2015, é a consolidação em um único pagamento de diversos tributos federais (1RPJ, CSL, PIS, COFINS, IPI e contribuição previdenciária patronal), estaduais (ICMS) e municipais (ISS).

O presidente da FEDERACON (Federação dos Contabilistas do estado do Rio Grande do Sul), Sérgio Luiz Rossetto, ressalta que a adesão reduz as obrigações acessórias, simplificando a vida da empresa, mas também traz novas responsabilidades.

Agenda de Impostos

Vencimentos Dezembro/2018

Dia Imposto
14 PIS PASEP COFINS
20 IRRF - IOF
24 PIS PASEP COFINS
28 IRPF- CSLL
31 DME - DOI
Havendo vencimentos com data no final de semana ou feriados, o FGTS e GPS/INSS antecipar os pagamentos e os demais impostos consultar nossos departamentos responsáveis.
Newsletter

Rua Uruguai, 1402 | Centro | Loja 3
Passo Fundo RS | 99010-112